Como se adequar a nova Lei Geral de Proteção de Dados?

Sumário

Regulamentada desde 14 de agosto de 2018, a Lei Geral de Proteção de
dados, inclui o Brasil no Rol de proteção das informações pessoais,
coletadas, armazenadas e utilizadas no ambiente virtual e físico.

Com o objetivo de preservar e garantir a privacidade e controle sobre os
dados da pessoa física, a LGPD, entrará em seu pleno vigor a partir de
maio de 2021 com a aplicação das sanções em agosto do mesmo ano,
alterando o modo como essas informações são trabalhadas no território
nacional.

Vale destacar, que a data anterior para a vigência da LGDP, era agosto de
2020, porém, com a pandemia ocasionada pelo Coronavírus, a PL
1.179/20, indicou a alteração de diversas aplicações administrativas,
durante o estado de calamidade.

Contudo, governos, empresas e estatais precisam, estabelecer novos
métodos de segurança para garantir que os dados armazenados não
sofram violação de segurança, como vazamento de dados ou
compartilhamento não autorizado.

O que é LGDP?

Com previsão de seus plenos efeitos em território nacional, a Lei Geral de
Proteção de Dados, tem como objetivo proteger cidadãos brasileiros de
ataques cibernéticos, e divulgação de dados para terceiros sem o
consentimento anterior do consumidor.

Prática comum atualmente para ofertas de produtos e serviços oferecidos
a clientes, a partir de dados armazenados em um Banco de Dados.

Ao entrar em vigor, a LGDP, estabelece, novas normas e transparência de
órgãos governamentais e privados na coleta, proteção e manuseio das
informações pessoais cadastradas.

Informações pessoais:

● Nome completo
● Endereço
● E-mail
● Dados do cartão de crédito
● Dados bancários
● Documento de Identidade Civil
● CPF
● Endereço de IP
● Cookies
● Localização atual do celular

Quais os meus Direitos garantidos pela Lei Geral de
Proteção de Dados?

A nova Lei garante a liberdade e privacidade do individual, diante de suas
informações como autorização para o divulgamento de dados, e exclusão
do cadastro em Bancos de Dados, livre e acesso, entre outros.

“Art. 9º O titular tem direito ao acesso facilitado às informações sobre o
tratamento de seus dados, que deverão ser disponibilizadas de forma
clara, adequada e ostensiva acerca de, entre outras características
previstas em regulamentação para o atendimento do princípio do livre
acesso.”

Como adequar a minha empresa nas normas da Lei
n°13.809?

Com o prazo final, se aproximando, diversas empresas enfrentam
dificuldades para aplicar as novas regras no ambiente responsável pela
coleta de dados.

A contratação de profissionais treinados para o manuseio e aplicação das
normas é essencial para garantir transparência e confiança ao consumidor,
além de evitar futuras complicações jurídicas.

1 – Consulte um advogado especialista na LGPD

Consultar um profissional jurídico, especializado na nova Lei, é necessário
para entender e se adequar às novas normas jurídicas.

O advogado especialista, poderá analisar o seu negócio e aplicar
corretamente as regras da Lei Geral de Proteção de Dados, além de
revisar e auxiliar no modo que sua empresa coleta, armazena e utiliza
esses dados, com a finalidade de evitar problemas jurídicos maiores.

2 – Apresente as novas normas aos Colaboradores

Educar à equipe, de modo a capacitar seus funcionários para coletarem e
utilizarem os dados de maneira correta é essencial para a confiança do
consumidor final.

Os colaboradores precisam, seguir a LGPD para garantir que a segurança
dos dados de seus clientes, sejam a prioridade nos negócios.

Contratar e nomear, novos responsáveis especialistas pelo ambiente de
proteção de dados, também, é importante revisar e atender corretamente a
Lei Geral.

3. Organize os dados afetados pela Lei

A organização dos papéis ou cadastros digitais, são de extrema
importância para proteger os dados de vazamento e compartilhamento
sem consentimento para terceiros.

Categorize essas informações e aplique o reforço na proteção de dados
quando necessário.

4 – Não se esqueça da Política de Privacidade

Revise o documento e realize as alterações necessárias para a aplicação
da Lei. n°13.809, esclareça no novo certificado, os Direitos do cliente, de
acordo a LGPD.

Informe, os períodos e o acesso para a alteração dos dados do titular, o
consentimento para divulgação de terceiros, além da autorização de
responsáveis na hipótese de menores de 18 anos.

Destacamos que mesmo com a promulgação da Lei 14.010 publicada
no último 12 de junho, aplicando o adiamento do prazo final dos
efeitos administrativos da LGDP, devido às circunstâncias
provocadas pela pandemia da Covid-19. É de extrema importância a
permanência das empresas na adequação de regras de segurança de
informações.

 

Compartilhe essas informações com uma pessoa que precisa saber:

Basta clicar no botão aqui embaixo e encaminhar para o Whatsapp desta pessoa.

Compartilhar Artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Search
Compartilhar Artigo
Compartilhar Artigo
compartilhar Artigo
Categorias

NÃO SAIA com dúvidas, converse por mensagem com nosso especialista.

Faça como outras pessoas e solicite uma avaliação do seu caso para saber qual caminho tomar.

Dados protegidos

×