Aposentados e pensionistas podem pedir isenção de IPTU

Sumário

Você sabia que em muitos municípios brasileiros, aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social) estão autorizados a solicitarem a isenção do pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU)? E o melhor, neste período de pandemia pela Covid-19, o processo em muitos casos é inteiramente online, evitando que os segurados se exponham ao sair de casa. 

Contudo, é preciso estar atento. Mesmo sendo um imposto cobrado nacionalmente, sua administração varia de acordo com cada cidade. Isto porque o IPTU é um imposto municipal. Além disso é preciso atender a alguns requisitos de uso e valor do imóvel e de ganhos mensais.

Quem tem direito a isenção de IPTU?

Como dissemos, as cidades têm diferentes regras para o benefício, não existindo lei federal que determine a isenção para aposentados ou qualquer outra classe. Cada cidade tem sua legislação e regras próprias para o abatimento.

Portanto, para ser contemplado com o benefício o segurado precisará ir até a prefeitura apresentando os seguintes documentos:

  • Documento de propriedade ou posse do imóvel (matrícula atualizada);
  • Documentos de identificação do proprietário aposentado (RG ou CNH);
  • Comprovante de residência do ano vigente;
  • Comprovante de renda familiar;
  • Extrato detalhado do benefício;
  • Como solicitar isenção do IPTU

A liberação deve ser analisada assim que o pedido for feito, e caso seja aprovada terá os comprovantes de isenção enviados ao endereço fornecido pelo beneficiário.

Para termos uma ideia mais exata da diversidade de cenários, podemos dizer que em Manaus, o benefício se dá por meio da renda; têm direito à isenção total famílias com renda inferior a três salários mínimos. Já Maceió, por sua vez, dá isenção total a imóveis com valor venal de até R$ 30 mil e para ex-combatentes da Segunda Guerra. Já em Vitória, no Espírito Santo, a isenção não é total. O governo municipal fornece uma redução de 75% do valor do tributo para pessoas acima de 60 anos ou aposentados por invalidez. Ou ainda, dentro do estado de São Paulo, Guarujá, Mogi das Cruzes e São Vicente seguem lógica semelhante à capital, com isenção total ou parcial para beneficiários do INSS, mas com prazos diferentes.

Outro exemplo que merece ser citado, a prefeitura de Xanxerê em Santa Catarina, assinou no dia 28 de abril, o decreto nº 105/2020, que concede isenção do IPTU 2020 para idosos acima de 65 anos que usufruíram destes benefícios no ano de 2019. O objetivo é evitar que os idosos se desloquem até a Prefeitura para fazer o pedido, em razão de serem consideradas grupo de risco para Covid-19.

Agora, com o intuito de darmos um exemplo mais pormenorizado, podemos dizer que os residentes da capital paulista precisam ser aposentados, pensionistas ou beneficiários de renda mensal vitalícia pelo INSS ou receber o BPC (Benefício de Prestação Continuada), que é pago a idosos e deficientes pobres. Além disso, é preciso preencher os seguintes critérios:

  • O imóvel precisa estar no seu nome;
  • Não possuir outro imóvel no município;
  • O imóvel deve ser usado como residência;
  • Para isenção total, rendimento mensal que não ultrapasse 3 (três) salários mínimos no exercício a que se refere o pedido;
  • Para isenção parcial; rendimento mensal entre 3 (três) e 5 (cinco) salários mínimos no exercício a que se refere o pedido

Isenção total ou desconto parcial de IPTU para aposentados?

Como você deve ter notado acima, o cidadão pode ter direito a um desconto no valor do IPTU ou isenção total do imposto. Isso depende da renda apresentada pelo segurado. Utilizando ainda o exemplo da cidade de São Paulo, podemos dizer que:

  • Não precisa pagar IPTU: se o valor da renda, sem descontos, for de até três salários mínimos;
  • Desconto de 50%: se o valor da renda, sem descontos, for de três a quatro salários mínimos;
  • Desconto de 30%: se o valor da renda, sem descontos, equivaler de quatro a cinco salários mínimos)

Como posso solicitar a isenção de IPTU?

Primeiramente, para o aposentado saber se tem direito a algum tipo de isenção do IPTU na cidade em que reside, recomenda-se a verificação da informação junto à respectiva Prefeitura do município.

Entre em contato, portanto, com a prefeitura de sua cidade para ver se ela tem alguma regra voltada à isenção do IPTU e quais os requisitos para se enquadrar nela.

Para os segurados residentes na cidade de São Paulo, por exemplo, tendo cadastro no site da Prefeitura de São Paulo e senha, basta entrar no SIIA (Sistema de Isenção de IPTU para Aposentados) e informar CPF e senha. Para quem ainda não tem o cadastro, é preciso acessar este site e seguir os procedimentos para pedir uma senha web.

Depois, com a senha em mãos, acessar o SIIA (Sistema de Isenção de IPTU para Aposentados) e informar CPF e senha. É preciso preencher um formulário com informações sobre a renda mensal bruta (sem descontos) e sobre o imóvel. Depois, pelo próprio site, é possível acompanhar a situação do pedido.

Quando o pedido de isenção de IPTU deve ser feito?

Mais uma vez, utilizando a cidade de São Paulo como exemplo, é preciso fazer o pedido todos os anos, até o último dia do ano para o qual quer o benefício. Caso já tenha pago o IPTU antes de pedir a isenção, os valores podem ser devolvidos ao cidadão. Para resgatar, basta fazer uma solicitação no site do DAT (Sistema de Devolução Automática de Tributos). Segundo a Secretaria Municipal da Fazenda daquele município, se deixar de se enquadrar nos requisitos que dão direito à isenção ou ao desconto, mesmo que parcialmente, o cidadão deve informar a secretaria em até 90 dias.

Lembre-se: Os valores, reajustes e liberações variam de acordo com o que determina cada município. A solicitação, no entanto, já pode ser feita e deve ser realizada por meio da prefeitura municipal de onde reside. Procure, portanto, a prefeitura de sua cidade para ver se ela tem alguma regra voltada à isenção do IPTU e quais os requisitos para se enquadrar nela.

Ficou alguma dúvida?

Em caso de dúvida, entre em contato com um de nossos especialistas para maiores informações.

Compartilhe essas informações com uma pessoa que precisa saber:

Basta clicar no botão aqui embaixo e encaminhar para o Whatsapp desta pessoa.

Compartilhar Artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Search
Compartilhar Artigo
Compartilhar Artigo
compartilhar Artigo
Categorias

NÃO SAIA com dúvidas, converse por mensagem com nosso especialista.

Faça como outras pessoas e solicite uma avaliação do seu caso para saber qual caminho tomar.

Dados protegidos

×